SE ORGANIZE MELHOR COM O BULLET JOURNAL

Oi meus amores! Tudo bem? Olha só! Vim aqui contar pra vocês sobre o Bullet Journal, essa maravilha que está me ajudando muuuito na organização da minha vida.
O Bullet Journal é um sistema de anotações e entradas rápidas criado por Ryder Carroll, um designer digital. O seu objetivo era juntar tudo que ele anotava em um único lugar, pra que ele pudesse organizar as atividades do presente, registrar as atividades que já tinha feito e ainda planejar o futuro.


Por que o Bullet Journal é tão legal? É um método muito flexível, customizável, prático e muito funcional, ou seja, existe um modelo com as orientações, mas ele é todo seu e você pode customiza-lo do seu jeito. Eu por exemplo, uso caneta preta apenas, mas existem pessoas que usam canetas coloridas e até fazem ilustrações maravilhosas. Como vocês sabem, sou mais adepta ao minimalismo.
O Bujo, como é chamado carinhosamente, pode funcionar como sua lista de tarefas, agenda, caderno de desenhos, diário ou simplesmente tudo isso junto. No meu eu inseri uma lista de rotinas de limpeza da casa, por exemplo.

O que você vai precisar? Simplesmente um caderno e uma caneta, ou lápis e borracha se preferir. Pode ser um cadernos com pauta, sem pauta, pontilhado ou quadriculado, que facilita mais na hora de desenhar.

Por onde começar? Antes de tudo, é preciso entender o conceito de entradas rápidas, é um jeito de anotar as coisas com frases curtas, ou seja, simples e objetivas. O objetivo do Bullet Journal, é que seja algo prático e prazeroso, por isso quanto mais detalhes você fizer em suas anotações, mais tempo você gasta com elas, fazendo com que isso te desanime com o tempo. O Bullet Journal nos ensina a fazer mais com menos.
Esse método de entradas rápidas se resume em quatro componentes: tópicos, páginas, frases curtas e marcadores (bullets). Parece muita informação, não é mesmo? Mas é fácil de entender e se adaptar. Fiz um vídeo explicando tudinho e acredite, é bem simples e você vai se acostumar bem rápido. O Bullet Journal é muito envolvente!

Clique aqui, caso você tenha recebido esse post por e-mail!

TÓPICOS E PÁGINAS
Sempre que você abrir uma nova página no seu Bujo, você deve escrever o tópico, ou seja, dar um nome ao que se refere aquela página e depois deve numerar ela, que geralmente fica no canto inferior externo. Isso deve ser feito antes de qualquer outra coisa para que você consiga localizar essa página depois com facilidade.

MARCADORES (BULLETS)
Os bullets são os símbolos usados para identificar cada uma das suas anotações e são divididos em três complementos: tarefas, eventos e notas.
As tarefas são representadas por um pontinho (): são todas as anotações que requerem uma ação, ou seja, algo que você precisa fazer, como ligar para alguém, ir ao mercado, molhar as plantas e etc.
O eventos são representados por uma bolinha vazia (ο): são as anotações que tem uma data já marcada, como uma festa de aniversário, casamento, consulta marcada, reunião e etc.
As notas são representadas por um hífen, um tracinho (): são anotações como idéias, pensamentos, reflexões, observações e etc. Qualquer coisa que você quiser registrar mas que não requer uma ação e que não estão agendadas.

MARCADORES COMPLEMENTARES
São outros marcadores que darão um maior significado para as suas anotações, colocados do lado esquerdo da sua anotação.
Se você quiser destacar algum evento ou tarefa pra que sejam suas prioridade, você pode usar um asterisco (*) ao lado. Se for alguma inspiração, como por exemplo nas suas notas, você pode usar o ponto de exclamação (!) e se for algo que precisa pesquisar sobre ou planejar melhor, você pode usar um desenho de olhinho ou um ponto de interrogação (?).

O bullet Journal é todo seu, então você pode personaliza-lo como quiser e mudar os símbolos. Eu por exemplo, para as tarefas uso um quadradinho vazio e quando eu as concluo apenas pinto esse quadradinho. Existem pessoas que usam triângulos, corações e por aí vai. O importante é que você se lembre do significado deles depois e que tudo se torne fácil para você.

MÓDULOS
Os módulos são métodos criados para ajudar a identificar e organizar tipos específicos de entradas. Como o Bujo é pessoal, você pode incluir e e misturar esses módulos conforme a sua necessidade. Mas os básicos são: Índice, Diário do Futuro, Diário Mensal e Registro Diário.

Índice:
É exatamente isso, um índice. Sempre que você abrir um novo tópico e numerar a página, você deve registrar no índice, isso vai te ajudar a encontrar qualquer coisa que você anotar no seu Bujo, mais pra frente. Faça seu índice nas primeiras folhas.

Diário do Futuro:
Aqui será onde você irá planejar os seus próximos meses. Logo depois do índice, divida as páginas e escreve os meses do ano e anote eventos agendados ou planos para os próximos meses, como uma meta, por exemplo.

Diário Mensal:
Essa parte você deve separar duas páginas e comece colocando o nome do mês no topo da página. Do lado esquerdo será o calendário, onde você escreve os dias do mês e depois a primeira letra do dia da semana. O calendário vai te dar uma visão geral do mês e anota eventos e tarefas, seja antes ou depois de acontecerem. Do lado direito será a sua lista de tarefas daquele mês. Você irá escrever todas as coisas que você precisa fazer naquele mês ou pode ser tarefas que você não fez antes e migrou ou agendou para aquele mês.

Registro Diário:
Aqui ficam as suas anotações do dia a dia. No topo da página, registre a data como seu tópico e ao longo do dia você irá usar as entradas rápidas pra registrar suas tarefas, eventos e notas. Se você não preencher uma página, adicione a próxima data logo abaixo de onde você parou. DICA: Não planeje vários dias de uma vez, mas sim cada dia na noite anterior ou logo pela manhã.

MIGRAÇÃO
Esse método é um ponto chave no Bullet Journal, feito sempre no final de cada mês e antes de começar o próximo. Você irá revisar aquele mês que acabou e marcar todas as tarefas que você completou, riscar as não concluídas e que não valem mais o seu tempo e migrar ou reagendar tarefas que ainda precisam ser feitas. Para isso você irá usar mais três símbolos:

X: tarefas concluídas
>: tarefa migrada
<: evento ou tarefa reagendado

As tarefas concluídas são ótimas para nos lembrar o quanto estamos sendo produtivos, cumprindo nossos objetivos e nos deixando super motivados. Uma tarefa migrada é aquela que você não fez, mais vai fazer no próximo mês e deve ser copiada para a lista de tarefas no diário mensal. Os eventos e tarefas reagendados, são aqueles que possuem datas específicas no próximo mês ou nos meses seguintes e deve ser copiados para o calendário do diário mensal ou no diário do futuro caso seja para longo prazo. O que você acha que não vale mais seu tempo e não merece ser agendado e nem migrado, basta passar um risco por cima.
O objetivo da migração é te ajudar a não ter algumas distrações e se concentrar em coisas que realmente valem o seu tempo. Essa é a diferença entre estar ocupado e ser produtivo.
Pode parecer muito esforço, mas tudo isso é intencional e quando você começa a praticar, logo já fica especialista no assunto.

Eu tenho um quadro no Pinterest totalmente dedicado a inspirações de Bullet Journal, clique aqui se quiser ver mais inspirações.
Espero que tenham gostado deste guia, escrevi muito, mas é porque eu quis explicar tudo direitinho conforme o método original do Ryder Carroll.

Alias, se quiserem conhecer o site dele, é esse aqui www.bulletjournal.com.

Me contem aqui o que vocês acharam do Bullet Journal e se já usa esse método.

Um super beijo pra vocês!

One thought on “SE ORGANIZE MELHOR COM O BULLET JOURNAL

  1. I must say you have high quality articles here.
    Your website should go viral. You need initial traffic only.
    How to get it? Search for; Etorofer’s strategies

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *